Vida paralela


desejar chuva de caralhos, um segredo antigo do meu universo paralelo…

Engracado rir da vida paralela que levei por anos, nem tudo foi real pois pareceu sonho, e vivi alguns pesadelos reais, entrar no universo paralelo da sensibilidade de um grande pensador, nao e pra qualquer ser.
Sabe passei meses pensando, ate chorei por isso, doeu minha cabeca em alguns instantes, eu precisava entender tudo, as lembrancas surgem aos poucos de alguns porres mau-curados.
pensa numa ressaca gigante, que dura meses, nunca havia sentido tanta coisa junto.

mas nao era bem isso que eu ia dizer, estava citando a vida paralela, essa que inventamos atras da realidade social, que somente nos mesmos sabemos.
Determinados segredos que completam nossa historia, sabemos a quem contar cada um deles, isso se torna interessante, pois ninguen sabe a historia inteira, a nao ser eu mesma.
Diante de todos os fatos, os inventados e os vividos, minha mente rodopia se divertindo num completo contexto vital, diria intrigante se nao fosse pura verdade.

E interessante como tudo sai rapido quando estou livre, e me livro tao rapido quanto me prendo.
Sabe, ja vivi no meu universo, coisas criadas num universo de alguen, nao sei quantos universos tinham nessa historia, mas cada versao tudo se torna mais excitante.

Sempre pensei que eu fosse diferente, mas nao e bem isso, sou normal, simples, comum, pratica, isso se torna de dificil acesso, ninguen lida com isso todo dia, mas as pessoas sao um misterio, nao e delas que vem a minha descricao pessoal.

passei anos criando um universo onde eu fosse um personagem cheio de talentos, cheio de objetivos e conquistas, uma guerreira moderna, no entanto a fria realidade bateu em minha porta e me chamou de volta.
SIM… COTIDIANO e dele que falo, e preciso viver de verdade, ja nao se pode mais sentar e viajar, o mundo te chama… nao mais como ventos, mas como chuva de granizo que quebra seu telhado de vidro.
e assim vem o espelho, que te mostra a verdadeira face do ser, nao tao especial, mas essencial, nao adianta pensar que vai passar facil, cada dia tem que doer, assim sentira a transformacao.

Nao sei sabe, nem criei meu avatar no second life e ja me sinto um ser virtualmente atingido, e dificil viver em 3D, principalmente depois que parei de beber.
A realidade, porque fugimos dela? queria apenas por um minuto me sentir real…
mas por favor, nao me belisque agora…

Anúncios

~ por Ana Paula Garcia em junho 20, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: