Quem é você?

Tenho aberto a janela pela manhã, onde vejo essa mesma pergunta; Penso se ela e pra mim ou pra você…

Gosto de vir pra esse canto chora minha dor, aqui com palavras destrincho alguns versos, construo algums frases e gravo meus sentimentos como lembranças…

Não quero mais admiração, ja perdi toda essa identidade.. me perdi nas suas poesias, estamos compondo histórias diferentes.. a saudade não acaba… tanto ressentimento, queria poder dizer algo que fizesse esse final feliz.

Não acredito mais em algumas coisas, ficou tudo isso para traz, em sonhos e pesadelos, em risos e lágrimas, as vezes encontro alguém como vocÊ, e me vejoperdida tentando entender… no fim dou risada de mim mesmo, são apenas devaneios de uma madrugada mal dormida..

Tenho ido bem, acordo com saudade da cabeça no seu peito, como é bom saber que tudo passou; Quando me questiono, fico sem respostas, tudo se tornou um contexto muito empírico, mas é interessante, todas as tragédias são…

Sai da escravidão, me restou o vazio, pensei que amr seria estar assim na loucura de te querer, mas hoje vejo que amar eu nem sei, nessa estrada de solidão e incerteza, falta de fé e um vazio na alma… tento acreditar em milagres, foi so o que me restou de uma vida toda… ja ouvi frases que me machucaram, já procurei amor onde não devia, já pensei em estar sozinha, já acordei onde eu não queria e mesmo assim você estava lá..

sempre está em todos os momentos, na saudade de sofrer, na angustia da lagrima que ainda vou chorar, é engraçado como tudo mudou.. mas é certo não acredito que alguém ocupará o seu lugar… no meu coração o lugar que você deixou, ficará assim para sempre … VAZIO

Eu sou a pessoa que espera, que trabalha para sobreviver, que ajuda para ser ajudada, que acredita para não desistir, que ama sem saber amar, que fica sozinha para não se destruir, que chora por não entender, que pede por não ter, que tem sede por não ter fé, que fala o que não sente, que vive a realidade, que nao te vê porque você não existe mais…

Anúncios

~ por Ana Paula Garcia em novembro 14, 2008.

Uma resposta to “Quem é você?”

  1. Hoje eu já percebo que gosto de ser lunático, variar como a lua, prosear com pessoas que “acreditam para não desistir” e “amam sem saber amar”. Somos todos diferentes, ou seja, iguais a todo mundo, talvez. Como diz o Caetano Veloso:

    “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”

    bjssssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: