Café sem açúcar

Realmente as madrugadas me atraem, quando chega a noite me sinto mais viva, menos distraída, mais confiante, mais habituada talvez. Acredito ser uma criatura noturna tentando me adaptar aos hábitos diurnos, adoro o sol mas não gosto de acorda cedo, ainda prefiro o contemplar das estrelas do que aquela agitação desesperadora do meio dia. Nessas horas entro no carro suando, fico ansiosa, e aquele sol de rachar que me bronzeia sem eu pedir, tem dias que acho isso prazeroso mas na maioria deles me sinto pressionada. Mas voltando ao fato presente, to aqui de novo na madrugada curtindo Cazuza, to ouvindo aquela música ” exagerado” . Minha cara tudo isso, esse lance de mentiras, jogado aos pés e amores inventados.

Eu sempre fui dessas que se apaixona de primeiro momento e entra na paranóia compulsiva e obsessiva neurótica de viver o outro, eu respiro, eu corro atrás, eu me humilho, eu ligo sem parar, penso o tempo inteiro em como agradar e exagero muito em tudo. Falando assim de primeiro momento parece até bonito, mas é complicado tudo isso, porque eu monto, eu espero, eu invento reações, eu quero que o ser seja aquilo que eu espero que ele seja, e caso saia fora do padrão comportamental ao qual me excita, eu faço acontecer assim.

Eu me apego nesse lance de pele, de química, cheiro, toque, palavras ditas na hora certa e nessas horas não analiso se é verdade ou mentira, só sinto o prazer que o som delas me trazem. Tenho andado sozinha nessa vibe de auto conhecimento e reflexão, sinto falta do meu instinto primitivo de caçar, comer e dormir, essa história de aprimoramento é bem complexo, e cansa. Ainda mais eu que adoro ser instintivamente irresponsável e viver de saisfações momentâneas, ou seja eu não tenho juízo nenhum.

Não acho isso tão ruim, o problema é que… bom ainda não exatamente qual é o problema , mas eu sei que tem incomodado algumas pessoas. E através disso, partindo do princípio que o problema sou eu mais trezentos blas blas depois, to aqui nessa madrugada escrevendo tudo isso, to sentindo um foco de paixão momentânea vindo vou deixa para o próximo texto.

Anúncios

~ por Ana Paula Garcia em janeiro 16, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: