pensando nos meus pensamentos

Hoje senti sua falta desesperadamente o tempo todo, lembrei do seu cheiro, do seu riso, da sua conversa fútil e do prazer de estar nos seus braços;

hoje pensei em te ligar só pra ouvir a sua voz e não dizer nada porque as palavras sempre estragaram tudo;

hoje quis passar na frente da tua casa, pra ver se via você, se sabia de você e via como você tava, pensei té em como seria, mas não tive coragem;

hoje quis esquecer você, quis me arrepender de você e ao mesmo tempo senti falta de tá na sua vida e me enchi de dor ao me lembrar que não será mais assim;

hoje vive minha realidade, crua e nua, sentindo sua ausência, esperando que fosse passa e até agora tá doendo saber que nunca tive você;

hoje me peguei triste, escondendo você de mim mesmo, extraindo a conjuntura de que você seria muito pouco pra me causar tanta dor mas não é verdade nada disso, a quantidade de você em mim ainda é grande independente do tamanho que você represente pra humanidade;

hoje percebi que ainda quero você, que me dá raiva saber que não deitarei mais no seu peito depois do seu amor agressivo ao qual me fez perder a cabeça;

agora to pensando com quem você está, com quem você me esqueceu e o por quê desse silêncio insuportável que você deixou pra mim;

ainda penso quando o telefone toca de madrugada, se é você querendo saber de mim ou se é você pedindo pra eu te esquece;

vou agora pra meu leito de solidão, para os meus pensamentos confusos que perdem em você, vou procurar mais uma forma de ver você sair da minha vida sem eu querer;

desejos infinitos dos teus beijos, vontade louca de que tudo isso passe de repente e você seja só mais um, embora esteja tudo ainda conturbado, ainda no meu âmago, sinto desejo por você;

só me sobra viver o resto que você me deixou, recuperar o pouco de mim que sobrou ao ver você me desmontar ao partir, ao ver você dilacerar meu coração dizendo que nunca me amou;

tudo bem também sou inábil na arte de amar, também não sei se amei você, mas vive você intensamente e isso me faz falta por mais que eu desacredite, você ainda vive em mim.

Anúncios

~ por Ana Paula Garcia em janeiro 16, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: